terça-feira, 30 de outubro de 2012

Práticas educativas com crianças, adolescentes, jovens e idosos é tema de painel sobre Pedagogia da Comunicação


Por: Jéssica Delcarro (ES), Eric Silva (SP), Rodrigo Santos (SP), Saulo Ferreira (SP), da Renajoc e da Agência Jovem de Notícias
A tarde do primeiro dia do IV Congresso Brasileiro de Educomunicação (25/10/2012) foi marcada pela primeira rodada de painéis. Um dos temas abordados foi a Pedagogia da Comunicação, que teve o objetivo de mostrar iniciativas práticas dessa área.
A mestranda Monique Torres de Oliveira compartilhou experiências adquiridas na sua pesquisa realizada na ONG AIC – Associação Imagem Comunitária de Belo Horizonte, abordando o processo das produções midiáticas populares juvenis e a comunicação comunitária.
Usando a metodologia do “cala boca já morreu” – onde a educomunicação é encarada como educação pelos meios de comunicação e que busca desencadear processos de autoria como condição para a constituição de sujeito autônomo, a cineasta Marta Kawamura Gonçalves mostrou o seu trabalho com a produção audiovisual em um projeto no Centro de Referencia dos Idosos Vera Lucia Pilla, em São Carlos, interior de São Paulo, que envolveu cinco mulheres idosas, levando as mesmas ao acesso e à produção de conteúdos comunicativos. “Vivemos em um país que está acostumado a valorizar e priorizar crianças e adolescentes, para as idosas a educomunicação também é um  aprendizado novo, uma oportunidade de vivenciar situações e desafios novos”, disse Marta.
Já o jornalista Cassios Clei Pinheiro Nogueira e o psicólogo Fredy Matos apresentaram o trabalho com educomunicação na produção audiovisual noGAMT – Grupo de Assessoria e Mobilização de Talentos – NDC – Núcleo Diaporama de Comunicação. “Trabalhamos para promover o protagonismo juvenil, onde os jovens se encontrem e se realizem pessoalmente na produção audiovisual”, afirma Cassios.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...