terça-feira, 30 de abril de 2013

As mídias podem favorecer o diálogo dos professores com os estudantes




No entender da professora doutora Sandra Regina N. dos Santos, que foi orientadora do curso Mídias na Educação, do MEC, esta formação propiciou um diálogo maior entre gestores e os professores das redes públicas que realizaram o curso. As leituras e práticas relacionadas com as mídias na educação, na avaliação da professora Sandra, podem facilitar, igualmente, o diálogo dos educadores com seus alunos. Outro ponto destacado por ela é ter aprendido com os trabalhos que acompanhou.

Fonte: Blog Mídias na Educação (http://blog.midiaseducacao.com/2013/04/as-midias-podem-favorecer-o-dialogo-dos.html)

Repensar a prática e contribuir para aumentar a qualidade da educação




A professora mestre Márcia Coutinho, que atuou como orientadora do curso Mídias na Educação, do MEC, destaca a evolução acadêmica e profissional dos professores que participam da formação. Nesse sentido, ela afirma que, ao embasar-se mais teoricamente, os educadores ganham maior consciência com respeito a seu potencial como professores e como pesquisadores -- particularmente no que tange à sua prática. “Os professores voltam com uma bagagem, querendo contribuir com sua realidade local”, nota a professora Márcia Coutinho.

Fonte: Blog Mídias na Educação (http://blog.midiaseducacao.com/2013/04/repensar-pratica-e-contribuir-para.html)

Nativos digitais não dominam completamente as literacias midiáticas




A professora mestre Silene A. Lourenço fala, no vídeo acima, sobre o potencial educomunicativo das webquests. Ela foi orientadora do curso Mídias na Educação, do MEC, e discorre sobre um trabalho orientado por ela, enfocando essa estratégia pedagógica, realizado pela professora Valéria Cristina Valentim Leite, que problematiza o conhecimento dos “nativos digitais”. Na sequência, a própria professora Valéria, que defendeu sua monografia no dia 20 de abril, dá mais detalhes sobre a investigação realizada.

Fonte: Blog Mídias na Educação (http://blog.midiaseducacao.com/2013/04/nativos-digitais-nao-dominam.html)

segunda-feira, 29 de abril de 2013

No 3º dia de defesas de monografia, professor Ismar dá entrevista sobre curso Mídias na Educação, do MEC





No terceiro e penúltimo dia de defesas de monografias do curso Mídias na Educação (SP), no sábado (27/04), foram aprovadas mais de duas dezenas de trabalhos. Fotos das defesas podem ser vistas no álbum acima (para download clique no link). No próximo sábado, dia 4 de maio, ocorrerá a finalização do curso, na oferta conduzida em São Paulo pela parceria UFPE/NCE-USP.

Na abertura do dia, comentou-se novamente a questão da certificação, com o informe de que estão prontos os certificados oficiais das extensões (ciclos Básico e Avançado) e em trâmite os da especialização. Além disso, o supervisor geral do curso em São Paulo, professor doutor Ismar de Oliveira Soares (ECA/USP), falou da importância dos professores para disseminar práticas e ideias educomunicativas nas escolas.

Depois desse momento inicial, o professor deu uma entrevista, que você pode ver abaixo, falando mais sobre o Mídias na Educação, inclusive enviando uma mensagem aos cursistas, e sobre possíveis trajetórias futuras de trabalho do Núcleo de Comunicação e Educação da USP.




Fonte: Blog Mídias na Educação

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Educomunicação e Mídias na Educação




O professor da Prefeitura Municipal de São Paulo Fábio Rogério Nepomuceno, que também é graduando da Licenciatura em Educomunicação da ECA/USP, concluiu o curso Mídias na Educação, realizando a monografia Aprendizagem em rede e educomunicação: a experiência de formação a distância de professores da rede pública da cidade de São Paulo, sendo orientado pela professora mestre Antonia Alves Pereira.

Na entrevista acima, o professor Fábio fala do trabalho e de como as mídias na educação dialogam com o conceito de educomunicação. Além disso, nota como tanto a educomunicação quanto a utilização das mídias podem se relacionar com programas de educação integral, como o Mais Educação. Depois da entrevista, realizada no dia 20 de abril, o professor Fábio apresentou seu trabalho para a banca, sendo aprovado. (Fonte: Blog Mídias na Educação)

II Encontro de Educomunicação da Região Sul - II Educom Sul com inscrições abertas

O II Encontro de Educomunicação da Região Sul - II Educom Sul , que acontece dias 27 e 28 de junho, está com inscrições abertas. Para quem quer apenas acompanhar o evento, sem apresentar trabalhos, as inscrições vão até 14 de junho. Já quem desejar submeter algum trabalho, deve fazê-lo até o dia 15 de maio. As inscrições devem ser realizadas exclusivamente no site da Unijuí – www.unijui.edu.br/educom.


A primeira Mesa Temática terá como tema "Comunicação e Educação para a cidadania”, com mediação da professora coordenadora do II Educom Sul, Drª Vera Raddatz. As debatedoras serão as professoras Drª Ademilde Sartori – coordenadora do Laboratório de Mídias de Práticas Educativas – LAMPE/FAED/UDESC; a Profª Drª Rosa Maria Cardoso Dalla Costa – responsável pelos Programas de Pós-Graduação em Educação e Comunicação – Universidade Federal do Paraná (UFPR); e a Profª Drª Rosane Rosa – responsável pelos Programas de Pós-Graduação em Comunicação e em Tecnologias Educacionais em Rede – Universidade Federal de Santa Maria – (UFSM).

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Portugal sedia de 3 a 9 de maio o projeto "7 Dias com os Media"




De 3 a 9 de maio acontece a Operação 7 Dias com os Media, em Portugal! A ideia é, a partir da comemoração do Dia da Liberdade de Imprensa (3 de Maio), sensibilizar a população para o papel que a mídia ocupa na vida de todos nós e, especialmente entre a nova geração.

O projeto acontece em âmbito nacional e pretende estimular a reflexão sobre a relação que se estabelece entre a mídia e a sociadeda numa era em que as tecnologias e plataformas digitais possibilitam a expressão quase generalizada dos cidadãos no espaço público.



A data escolhida para seu início, 3 de Maio, tem como propósito lembrar que o projeto está intimamente ligado à noção de que um olhar informado, crítico e participativo relativamente à mídia constitui, ele próprio, uma condição de liberdade, que poderá contribuir para a melhoria da liberdade de expressão e de informação, da democracia e da cidadania.

Para participar, basta pensar e organizar atividades que relacionem, de alguma maneira, a mídia com a vida dos cidadãos e proceder ao respetivo registro no site: http://www.literaciamediatica.pt/7diascomosmedia/apresentacao

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Seminário internacional na USP discutiu a supervisão da comunicação


Foi realizado, entre os dias 15 e 18 de abril, na ECA-USP, o Seminário Internacional Comunicação e Controle, sob coordenação da Profª Drª Mayra Rodrigues Gomes, docente do Departamento de Jornalismo e Editoração da ECA-USP. O evento foi uma realização do Observatório de Comunicação, Liberdade de Expressão e Censura (Obcom) e teve como proposta colocar em debate os mecanismos de controle da produção cultural e da opinião pública.
Entre os assuntos discutidos esteve a classificação etária utilizada para controle da audiência de produções culturais, o papel da mídia em relação a questões de gênero e sexualidade e o impacto político do desenvolvimento digital.

Destacaram-se, além das mesas de discussão com pesquisadores brasileiros, professores estrangeiros vindos da Alemanha (Markus Wiemker), Austrália (Catherine Driscoll), Inglaterra (Athina Karatzogianni) e França (Marie-Hélène Bourcier), abordando as várias formas de controle da cultura e da comunicação existentes hoje em diferentes países.

Mídias podem ajudar o professor a repensar sua atuação na sala de aula



A doutoranda da ECA/USP e professora mestre Carmen Lúcia M. E. Gattás fala, no dia 20 de abril de 2013, sobre as mudanças que percebe nos professores em relação às mídias, ao longo do tempo. Ela nota que a introdução destas na escola pode ser uma possibilidade para repensar a atuação do docente na sala de aula.

Educomunicadores: Antonia Alves, vocação para a Educomunicação e a educação Salesiana



Antonia Alves Pereira
Antonia Alves Pereira
Antonia Alves é jornalista formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo (UFMT, 2000), especialista em Educação a Distância (Senac-RJ, 2008) e Mestra em Ciências da Comunicação (ECA-USP, 2012).
Sua dissertação de mestrado (veja link no seu blog) tratou da incorporação de conceitos e práticas educomunicativas na Rede Salesiana, uma rede de ensino internacional ligada à igreja católica, e que produz seu próprio material didático. O professor Ismar de Oliveira Soares é consultor das irmãs Salesianas sobre uso das mídias e da educomunicação. Esta rede, inclusive, promoveu diversos encontros específicos para debater educomunicação.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Entrega simbólica de certificado marca defesas


 


No último sábado, 20 de abril, ocorreu o segundo dia de defesas de monografias da Quarta Oferta do curso Mídias na Educação (SP). Foram realizadas bancas de mais de 50 trabalhos e o dia foi também marcado pela entrega simbólica do certificado oficial do nível Básico do curso, correspondente à extensão.
Para que os cursistas tenham uma ideia do que isso significa, são cinco caixas com atestados, com cerca de 43 quilos de peso. Na próxima semana chegarão os demais certificados oficiais do outro nível de extensão do curso (o Ciclo Intermediário).


Com isso, só ficam em trâmite os certificados do Ciclo Avançado (especialização).


Para ver mais fotos, vá ao blog Mídias na Educação:
http://blog.midiaseducacao.com/
2013/04/midias-na-educacao-
entrega-simbolica-de.html



É importante registrar o esforço das professoras doutoras da UFPE Sonia Schechtman Sette e Patrícia Horta Alves, assim como do professor doutor Ismar de Oliveira Soares (supervisor do curso em São Paulo, acima, na foto, fazendo uma entrega simbólica de certificado), da USP, para a obtenção da certificação oficial.

Pedimos aos cursistas que aguardem mais um pouco, pois logo iremos entrar em contato, por e-mail, para explicarmos a logística de entrega desse importante documento.

O blog também trará informações sobre esse tema, conforme os avanços quanto a esse assunto.








Fonte: Blog Mídias na Educação

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Unesco lança em português publicação "Alfabetização mediática e informacional - Currículo para a formação de professores"




Nosso blog já havia publicado as versões em espanhol e inglês e agora tem a alegria de anunciar que a Unesco lançou a versão em português da publicação"Alfabetização mediática e informacional - Currículo para a formação de professores".

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Curso Mídias na Educação iniciou defesas da especialização (4ª oferta) dia 13/04



No último sábado, dia 13 de abril, teve início a finalização da 4ª oferta do curso Mídias na Educação, em São Paulo, com a feitura das bancas de defesa de 32 monografias.

Como sempre, nas ocasiões de defesas, os sentimentos de apreensão, alívio e alegria estiveram presentes. Após muito esforço, os professores concluíram a especialização. A mesma sensação de contentamento predomina na equipe, nesse momento, principalmente por compartilhar aprendizagens e construir conhecimentos, como notou o orientador Paulo André Kulsar, com “professores que nos mostram que, com dedicação e interesse, é possível mudar a cara da educação no Brasil”.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Jornalismo na medida das crianças


Compartilhamos abaixo entrevista que a RevistaPontoCom fez com a turma do Recontando, projeto de Belo Horizonte que reconta as notícias jornalísticas para as crianças, respeitando suas especificidades. Vale a pena conhecer essa ideia!
A proposta é simples, mas desafiante: recontar para as crianças as notícias do mundo de hoje que são divulgadas pela mídia. O objetivo vem sendo colocado em prática há cerca de um mês pelo projeto Recontando – Jornalismo na medida das crianças. A ideia, da jornalista Simone Ronzani, é apresentar os fatos de uma maneira franca, direta e completa. “Não subestimamos a capacidade das crianças”, avisa.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Educomunicação tem cor foi tema de encontro em São Paulo




Dez anos depois da aprovação da Lei 10639/03, interface entre educação e comunicação é apontada como caminho metodológico e estratégico para a promoção de uma educação mais igualitária

“Educação tem cor?” foi tema de evento realizado no último sábado pela consultoria Afroeducação. A atividade buscou refletir como a Educomunicação pode servir de via para a implementação da Lei 10639/03 que alterou a LBD e instituiu a obrigatoriedade do ensino da história africana e afro-brasileira na educação. 

Fundadora da Afroeducação, Paola Prandini acredita que a identidade negra da população brasileira pode ser valorizada a partir de princípios educomunicativos, como o da educação para e pelos meios de comunicação. “São os pilares comunicação, cultura e educação que poderão construir um mundo mais justo, igualitário e em que o respeito às diferenças étnicas seja transversal a quaisquer relações”, considera.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Petista diz que 80% do conteúdo de rádio e TV deveria sair do ar


O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), defendeu a regulação da mídia e disse que "mais de 80%" da programação de rádio e TV teria que sair do ar se a Constituição fosse respeitada.
"Se esses artigos fossem aplicados de maneira séria, provavelmente mais de 80% dos programas que estão nas rádios e principalmente nas televisões teriam de sair do ar", disse anteontem o governador, em referência a itens do artigo 221 da Constituição Federal, que trata da programação das emissoras de rádio e televisão.

domingo, 14 de abril de 2013

Ciranda promove oficinas de análise de mídia pelo Paraná



Participantes discutem retratos da infância e adolescência feitos por cinco jornais do estado

Contribuir para a compreensão, a ampliação e a qualificação da cobertura jornalística e do debate público sobre infância e adolescência no Paraná. Este é o objetivo do projeto “Infância na Mídia”, desenvolvido pela Ciranda, que monitorou todas as matérias publicadas com o tema em cinco grandes jornais do estado ao longo de 2012. A entidade inicia no dia 10 de abril uma série de oficinas em diversos municípios com a intenção de realizar uma análise coletiva desse material e discutir os retratos das crianças e dos adolescentes feitos pela imprensa paranaense no último ano. 

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Indivíduo Coletivo - O Resultado do Processo da Educomunicação




Na Educomunicação o processo é mais importante que o produto sabia? Vale a reflexão ao longo do caminho percorrido, da aprendizagem de cada um!

Ouça algumas pessoas que fazem a Educomunicação pelo país. Elas são da Viração, Cala-Boca Já Morreu, Projeto Comunicação de Santos, curso de Licenciatura em Educomunicação da ECA/USP, etc.

Obs: O vídeo acima é resultado do trabalho de conclusão de curso de Rádio e TV 2011 da Faculdade de Comunicação da Universidade Metodista de São Paulo/ Orientação de Diego Franco. 

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Jornal A Notícia, de Joinville/SC, produz especial sobre educomunicação para o Dia do Jornalista

O jornal A Notícia do Grupo RBS edita especial sobre Educomunicação para celebrar o Dia do Jornalista no dia 7 de abril de 2013. O especial é produzido no Caderno Anexo Ideias e fala sobre comunicação para educação.
A celebração do Dia do Jornalista, comemorado no domingo (7). A reportagem principal apresenta um assunto que tem tudo a ver com a profissão e também com educação: trata-se da "educomunicação", que estimula o uso das mídias como prática pedagógica dentro das escolas, ou seja, traz o jornal, a reportagem, o rádio e a televisão para dentro da sala de aula.




O MEC, por meio do Programa Mais Educação, que oferece aulas extracurriculares, já adotou a educomunicação como disciplina. A reportagem sugere práticas que podem ser levadas para dentro da sala de aula, como a criação de blogs, rádios web, jornais e fanzines escolares, assim como oficinas de redes sociais e até de roteiros para filmes e documentários.

Howard Gardner: “Todas as pessoas que querem entender seus filhos e netos devem fazer um esforço para ‘tornar-se nativo’”


Foto: site do autor
O texto a seguir, de Howard Gardner, também é da obra Is the Internet Changing the Way You Think?: The Net's Impact on Our Minds and Future (2011).
A internet mudou minha vida enormemente, mas não de um modo que eu pudesse antecipar, nem da maneira colocada pela questão. Dizendo sucintamente, é como se uma recém-descoberta tribo pré-letrada tivesse desafiado minhas crenças sobre a cultura e a linguagem humanas, a internet alterou meus pontos de vista sobre o desenvolvimento e o potencial humanos.

Alguns anos atrás, tive uma conversa casual com Jonathan Fanton, então o presidente da Fundação MacArthur. Ele comentou que a Fundação estava patrocinando um grande estudo, da ordem de 50 milhões de dólares, sobre como os jovens estavam mudando devido à nova mídia digital, como a internet. Nessa época, como parte de nosso projeto de pesquisa GoodWork, eu estava envolvido particularmente com a orientação ética dos jovens. Então, eu perguntei ao presidente Fanton: “Vocês estão olhando para os modos pelos quais a ética da juventude tem sido afetada?” Ele disse-me que a Fundação não tinha ainda pensado sobre esse assunto. Depois de várias conversas e um pedido de subvenção, nosso projeto GoodPlay, um estudo de ciências sociais da ética na mídia digital, foi iniciado.


Fonte:Blog Mídias na Educação/ Tradução Richard Romancini 11/04/2013

Sherry Turkle: “Nós desejamos esquecer que temos nos tornado os instrumentos de nossa própria vigilância”

O texto a seguir, de Sherry Turkle, é da publicação Is the Internet Changing the Way You Think?: The Net's Impact on Our Minds and Future (2011).




Você olha para uma tela em sua casa ou na sua mão. Você a reconhece, ela é passiva e brilha – todas as coisas parecem prometer segurança e um espaço limitado. Porém, o sentimento de enviar um e-mail ou mensagem instantânea de texto está em desacordo com sua realidade. Você se sente numa zona que é privada e efêmera. Isso explica porque as pessoas, gente sofisticada, continuam a enviar e-mails e mensagens de texto que registram seus desvios legais e desnorteiam suas famílias. Isso gera manchetes. Outras consequências da desconexão evidenciam-se na vida interior da geração que cresceu no modo conectivo sempre-on/sempre-on-you. A desconexão molda a sensibilidade psicológica e política deles.

Dawn, 18 anos, “limpa” a sua página do Facebook logo depois que recebe a carta de aceitação na faculdade. Ela diz, “Não quero histórias e fotos de festas colegiais e de garotos lá. Quero um novo começo”. Mas ela não pode deletar tanto assim. Suas amigas têm fotos dela nas suas páginas e mensagens dela em seus murais. Tudo isso irá permanecer. E, na internet, as palavras “deletar” e “apagar” são metafóricas; arquivos, fotos, mensagem e histórico de pesquisa são eliminados somente da sua vista. Tudo isso perturba Dawn. Ela diz, “É como se alguém estivesse para descobrir um segredo horrível que eu não se deixei em algum lugar”.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Educomunicação: o conceito, o profissional, a aplicação



Livro "Educomunicação: o conceito, o profissional, a aplicação - Contribuições para a reforma do Ensino Médio", de Ismar de Oliveira Soares, da Editora Paulinas, está disponível em edição digital por R$ 17,00.

Ismar Soares é professor da ECA/USP, responsável pela criação da Licenciatura em Educomuncação da USP e presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação - ABPEducom. 


Resenha:
O livro Educomunicação: o conceito, o profissional, a aplicação coincide com o lançamento, pela Universidade de São Paulo - USP, de uma Licenciatura em Educomunicação. Encontra-se, igualmente, em sintonia com o Programa mais Educação, do MEC, que escolheu a Educomunicação como um dos macrocampos do projeto Ensino Médio Inovador, discutindo caminhos para tornar a educação uma experiência significativa para as novas gerações. O diferencial está na visão sistêmica do novo conceito, propondo que professores e alunos passem a ser gestores de sua comunicação, sócios de uma mesma empreitada, cúmplices de um mesmo projeto: a ampliação do "coeficiente comunicativo" das ações no âmbito da comunidade escolar.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Educomunicação tem cor?



No próximo dia 6 de abril o Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo recebe o debate "Educomunicação tem Cor?", promovido pela ong Afroeducação. A ideia do evento é debater os 10 anos de obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Africana e Afrobrasileira na educação brasileira (Lei Federal n 10.693/03) e a contribuição da Educomunicação. 


Entre os convidados que participarão do debate está o presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores e profissionais em Educomunicação, o profº Ismar de Oliveira Soares, da ECA/USP, além das professoras Ângela Schaum e Vera Lúcia Benedito. A mediação e coordenação do evento é da educomunicadora Paola Pradini.

Blog da ABPEducom é analisado na revista espanhola Aularia

O Site da ABPEducom - Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação foi objeto de análise em um artigo da revista espanhola Aularia. O autor do texto é José Antonio Ruiz Rodríguez, da Universidad de Huelva, na Espanha. Reproduzimos abaixo o que ele escreveu:



Página web: http://www.abpeducom.org.br/
Asociación Brasileña de Investigación y Profesionales en Educomunicación (Associação
Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação).

Fue el 2 de septiembre de 2011, durante el Primer Coloquio de Profesores, cuando se produjo la propuesta para la asociación. El 3 de diciembre de ese mismo año se celebró la Asamblea General de la fundación de la asociación, durante el II Encuentro brasileño Educomunicación en São Paulo, con la aprobación del Estatuto de la Junta Provisional y Elecciones; y con su posterior registro en la oficina de la asociación de notas (PJ) y el IRS (CNPJ).

Seminário Internacional Infância e Comunicação - Apresentações

Compartilhamos abaixo os links para algumas apresentações de palestrantes do Seminário Internacional Infância e Comunicação - Direitos, Democracia e Desenvolvimento, realizado pela ong ANDI - Comunicação e Direitos, de 6 a 8 de março, em Brasília.

O Seminário faz parte do projeto de cooperação técnica “Liberdade de Expressão, Educação para Mídia, Comunicação e os Direitos da Criança e do Adolescente”, desenvolvido pela Secretaria Nacional de Justiça (SNJ), com a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores e a UNESCO. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...