terça-feira, 19 de agosto de 2014

Reconhecimento: Bacharelado e Licenciatura em Educomunicação recebem comissões avaliadoras

Reunião da comissão de avaliadores com alunos da Licenciatura, na ECA/USP
Durante o mês de agosto do corrente ano, os cursos de Bacharelado em Comunicação com habilitação em Educomunicação, da UFCG, Paraíba, e a Licenciatura em Educomunicação, da ECA/USP, São Paulo, receberam, simultaneamente, comissões de avaliação, de cujos pareceres dependerá o reconhecimento dos dois programas de formação superior. 

No caso da UFCG, a comissão de avaliação que realizou seu trabalho entre 4 e 5 de agosto, tem vínculos com o INEP, levando em conta ser a UFCG ser uma instituição federal. Já no caso da ECA/USP, a comissão foi designada pelo Conselho Estadual de Educação, tendo realizado o trabalho avaliativo entre 11 e 12 de agosto.


Nos dois casos, as comissões realizaram visitas às instalações oferecidas pelas instituições, analisaram os documentos protocolares e dialogaram com os corpos docente e discente.

Igualmente, nos dois casos, os avaliadores procuraram saber em que aspecto os respectivos Projeto Político Pedagógico contemplam a formação desse “educomunicador”que eles mesmos – avaliadores - ainda desconheciam.

É importante lembrar que as instituições que oferecem os dois cursos são sobejamente conhecidas, nacionalmente. A Unidade Acadêmica de Arte e Mídia da UFCG já reconheceu, nos últimos dez anos, dois cursos: Arte e Mídia e, mais recentemente, Música. No caso da USP, a ECA possui, em andamento, 12 cursos (Jornalismo, Editoração, Relações Públicas, Publicidade, Turismo, Audiovisual, Artes Cênicas, Música, Artes Visuais, Biblioteconomia, além das licenciaturas em Educação Artística e em Educomunicação).

Um dos docentes da UFCG, o Prof. Claudio Messias, informou que o diálogo entre a comissão de avaliadores e os alunos de Campina Grande transcorreu muito bem e que a maior parte dos estudantes manifestou-se otimista quando do questionamento sobre o que cada um esperava, num futuro próximo, da condição de egressos em Educomunicação.

Da mesma forma, em São Paulo, o encontro dos dois avaliadores com os alunos encerrou o primeiro dia de avaliação num clima de intensa participação estudantil. Relata a representação dos alunos que os avaliadores foram pródigos em suas referências ao projeto pedagógico, ao corpo docente, às instalações colocadas a serviço dos estudantes, especialmente a biblioteca e os estúdios de produção midiática.

Pelas impressões colhidas nos dois casos, prevê-se que a aprovação dos dois programas virá como consequência do esforço das duas universidades em construírem um programa fundamentado na demanda social por um novo especialista na interface comunicação/educação.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...