quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Educomunicação é levada a Encontro de Educadores do SESC

Entre 3 e 7 de agosto, um grupo de 300 educadores vinculados às 100 escolas (de ensino infantil, fundamental, médio, mais unidades de reforço escolar e de EJA) mantidas pelo SESC em todo o país, reuniu-se em Caldas Novas, Goiás, para o II Encontro de Educadores do SESC, para debater a relação entre as tecnologias da informação e comunicação e os processos pedagógicos na educação formal.

O conceito e a prática da educomunicação ganharam um espaço privilegiado na manhã do dia 5 de agosto, com uma palestra do Prof. Ismar de Oliveira Soares, Presidente da ABPEducom. Participaram, ainda, como palestrantes: José Manoel Morán (“Metodologias ativas na educação 3.0”), Luiz Carlos Menezes (“Recursos didáticos”) e Tiago Dardeau (“Os recursos midiáticos nas escolas”).


Experiências educomunicativas
No período da tarde, os participantes puderam tomar conhecimento de experiências em desenvolvimento nas escolas do SESC , em suas diferentes unidades educacionais, tendo as TIC como recursos didáticos. Muitos dos relatos apontaram para embriões de projetos educomunicativos como os apresentados por docentes das unidades do SESC , no Oiapoque, AP, e em Palmas, no Tocantins, ambas sobre a estruturação das metodologias e o manejo dos conteúdos dos programas de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

No caso da prática da EJA no Oiapoque, destaca-se o estudo do meio e sua documentação em vídeo, toda elaborada pelos jovens/adultos integrantes do programa. Já em Palmas, todo o trabalho passa pelas artes cênicas, com os estudantes envolvidos na produção de uma peça teatral, tendo como tema autores da literatura nacional, como Ariano Suassuna. Além da produção teatral, todo o making off passa a exigir o aprendizado para o uso dos recursos da comunicação.


Palestra do Prof. Ismar
A palestra sobre educomunicação foi dividida em duas partes. Na primeira, foi apresentada a sistematização do conceito da educomunicação a partir das pesquisas do NCE/USP. Já, na segunda, o professor examinou os PCNs dos Ensino Fundamental d e nove anos e do Ensino Médio, bem como as normas que articulam o Programa Mais Educação do Governo Federal, identificando as oportunidades abertas às práticas educomunicativas no s dispositivos legais já existentes no Brasil.
Ao longo da palestra, Soares dialogou com os relatos apresentados pelos participantes do seminário, identificando pontos de aproximação de suas práticas com os objetivos e metodologias da educomunicação.

Mais informações: 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...