terça-feira, 6 de outubro de 2015

Democracias e ditaduras se unem contra movimentos sociais, em todo o mundo

Manifestante da AVVAZ contra repressão | Crédito: Avaaz
Manifestante da AVVAZ contra repressão | Crédito: Avaaz
Nos últimos três anos, mais de 60 países aprovaram leis que intimidam grupos não-governamentais. Na Espanha, organizações humanitárias podem ser multados em até 600 mil euros por organizar um protesto pacífico. Em Israel, um projeto de lei ameaça rotular as organizações de direitos humanos como "agentes estrangeiros", e cortar seus fundos internacionais. Em Uganda, um órgão do governo poderá em breve desmantelar quaisquer grupos que não sigam a mesma ideologia do poder ou do partido em evidência.

Governos em todo o mundo têm aprovado leis para proibir mobilizações e fechar organizações. É um momento de repressão tão grande como jamais se viu, unindo democracias formais e governos autoritádios.

Expulsa do Egito, uma ditadura, e difamada pela Índia, uma democracia

A Avaaz é uma rede de 41 milhões de pessoas que se mobilizam para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas nacionais e internacionais. ("Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a equipe diretiva está espalhada por 18 países de seis continentes, operando em 17 línguas. Quando a África do Sul tentou censurar a campanha da organização contra o comércio de ossos de leões, a organização levou o governo à justiça do pais, protagonizando um caso de liberdade de expressão inédito, que estabeleceu um padrão para todo o país. A mesma entidade não teve igual sorte no Egito, do qual foi expulsa. Na Índia, a maior democracia do mundo, a instituição está sendo difamada e perseguida pelo governo. E agora, na Espanha, corre o risco de ir à falência caso promova ou participe atividades em praça pública, devido à ”Lei da Mordaça”.Frente a tantas ameaças, a organização informa, em sua última newsletter, que tem um plano robusto para proteger a democracia, que consiste em formar uma equipe de advogados global para defender os grupos mais vulneráveis da comunidade. E já iniciou a campanha para formar este exército de defensores das liberdades, especialmente da liberdade de expressão.



Cobertura da imprensa revela perseguição orquestrada contra os movimentos sociais:

‘Lei da Mordaça’ entra em vigor na Espanha (O Globo)
http://oglobo.globo.com/mundo/lei-da-mordaca-entra-em-vigor-na-espanha-16645187

A lei antiterror ameaça a democracia (Carta Capital)
http://www.cartacapital.com.br/sociedade/a-lei-antiterror-ameaca-a-democracia-4800.html

Grupos de direitos humanos enfrentam repressão global "inédita em uma geração" (Guardian) (em inglês)
http://www.theguardian.com/law/2015/aug/26/ngos-face-restrictions-laws-human-rights-generation

Índia aperta cerco contra Greenpeace e outros grupos ambientalistas (Los Angeles Times) (em inglês)
http://www.latimes.com/world/asia/la-fg-india-crackdown-greenpeace-20150113-story.html

Por que ameaças contra a sociedade civil crescem em todo o mundo? (IPS News Agency) (em inglês)
http://www.ipsnews.net/2015/06/opinion-why-are-threats-to-civil-society-growing-around-the-world/

Israel: ONGs marcadas por Lei de Agentes Estrangeiros (The Jewish Press) (em inglês)
http://www.jewishpress.com/news/breaking-news/mk-proposes-israeli-foreign-agents-registration-act-for-ngos/2015/06/23/

Avaaz peita o comércio de ossos de leão (Wired) (em inglês)
http://www.wired.co.uk/news/archive/2013-06/17/lion-bone-clicktivism

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...