domingo, 31 de julho de 2016

Colégio Bandeirantes insere a educomunicação no currículo

Com a chegada do segundo semestre, os mais de 540 estudantes da primeira série do Ensino Médio do Colégio Bandeirantes participarão da Oficina de Mídia, projeto curricular do Colégio Bnadeirantes que se iniciou em fevereiro. O MEL (Laboratório de Mídias e Educação), junto com o Colégio Bandeirantes, aplica princípios da educomunicação como parte fundamental da cadeira de Língua Portuguesa.

A chamada “Oficina de Mídia” trabalha com fundamentos e resultados do curso extracurricular Idade Mídia que há treze anos envolve os estudantes do Bandeirantes no estudo e produção de comunicação. A Oficina procura trazer o aspecto do “aprender a fazer”, um dos quarto pilares da educação proposto pela UNESCO para uma educação de qualidade. Visa desenvolver assim habilidades de comunicação e expressão, trabalho em grupo, criatividade e leitura das mídias por meio da elaboração de um produto de comunicação que seja útil para a sociedade.


O direito à comunicação e o desenvolvimento constante de canais de expressão no ecossistema escolar; o trabalho em grupo; a leitura dos meios de comunicação e criatividade são habilidades e pontos importantes desse trabalho.

“As mídias fazem parte da cultura do jovem hoje, têm incidência na formação de sua identidade. Saber como são produzidas, ou o que vira ou não notícia, é algo fundamental para uma educação contemporânea. Além disso, a voz do estudante na sociedade é um direito; isso o faz protagonista da realidade em que vive”, afirmou o jornalista Alexandre Sayad, fundador do MEL.

Durante os encontros, os estudantes recebem uma proposta de trabalho relacionada a algum veículo de comunicação e devem apresentar um protótipo ao fim do bimestre. O primeiro desafio lançado foi o de produzir um podcast (programa de rádio), tendo como motivação trechos literários de textos que serão trabalhados em Literatura ao longo do ano. No segundo bimestre foram criadas campanhas publicitárias para ONGs via rede sociais, abordando as causas do cicloativismo e do consumo consciente de roupas.

Em aulas especiais no contraturno, além das regulares, convidados especialistas orientarem os estudantes em relação a questões técnicas. O radialista André Russo, ex-repórter da Rádio Bandeirantes e atual jornalista da Rádio Estadão, veio a perspectiva de um professional. Em outro exemplo, Gustavo Poloni, ex-apresentador do Morning Show da Rádio Jovem Pan, participou de um bate-papo.

“Nós acreditamos que trazer a Oficina de Mídia para dentro da sala de aula significa colocar na prática aquilo que eles estão lendo e aprendendo Língua Portuguesa”, explicou Susana Húngaro, Coordenadora de Língua Portuguesa do Bandeirantes.

Como produtos finais, os podcats com melhor resultado serão exibidos no site Catraca Livre. Já as peças publicitárias serão usadas pelas ONGs como campanha de engajamento via redes sociais. O objetivo da publicação das peças é estimular os estudantes a necessidade em se fazer compreender e, para isso, utilizar a Língua Portuguesa em seu potencial máximo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...