quinta-feira, 4 de maio de 2017

Educomunicação será tema de cursos de capacitação, fórum de debate e núcleo de pesquisa e projetos, na Prefeitura de Andirá

A secretaria municipal de Cultura e Comunicação da Prefeitura de Andirá começa neste mês de maio os cronogramas de atividades de Educomunicação no município. O objetivo é implantar ações em várias secretarias do poder público, dinamizando e ampliando o processo dialógico nestes espaços e fomentando produções de comunicação entre os próprios servidores, para que também resultem em melhorias nas estratégias de transparência com a população atendida diariamente.

“A educomunicação já está sendo implantada em Andirá desde 2015, quando houve cursos de capacitação, fórum de debates e projetos aplicados nos departamentos, o que resultou no fomento de uma lei municipal que institucionalizou o programa na cidade, tornando o segundo município do Brasil – o primeiro foi São Paulo -, a aplicar este trabalho com amparo em lei”, destacou o secretário, jornalista e educomunicador, Tiago Silvio Dedoné.

Andirá (PR) inicia ações para promover os preceitos da Educomunicação na cidade


Segundo ele, cada secretaria será contemplada com projetos específicos, dentro de suas necessidades de ampliação de ecossistemas comunicacionais. A primeira reunião aconteceu nesta última semana, na sede da secretaria de Educação, com os diretores de todas as escolas da rede municipal.

Durante o encontro, foi debatida a importância de Andirá ampliar suas políticas educomunicativas, operacionalizando ações estratégicas de pedagogia construtivista, buscando modernização do sistema pedagógico e capacitação aos profissionais da educação, no que tange as áreas de mediações tecnológicas, gestão da comunicação na escola, educação para os meios, reflexão e produção epistemológica.

Três agendas foram apresentadas: a primeira, o Fórum de Educomunicação de Andirá, que acontecerá entre os dias 12 a 14 de junho; o curso de Educomunicação e Mediações Tecnológicas: Perspectivas Epistemológicas e Práticas Pedagógicas (22 de maio a 22 de agosto) , que terá duração de três meses, com aula uma vez por semana, no Telecentro Municipal e a criação do Núcleo Municipal de Pesquisa e Estudos em Práticas Educomunicativas, com encontros mensais, para estudos coletivos sobre as perspectivas epistemológicas da educomunicação.

“Nosso objetivo é levar o máximo de conhecimentos possíveis para que nossos professores tenham a oportunidade de ampliar informações e estratégicas pedagógicas que dinamizem o processo de ensino – aprendizagem”.

O projeto conta com o apoio da prefeita Ione Abib e da secretária municipal de Educação, Laudicea Mello. O secretário ainda informou que já há agendas marcadas com equipes das secretarias de Administração, Saúde, Assistência Social, Serviços Públicos e Cultura, para debates e fomentos de projetos específicos para cada área.

“Entendemos que com a Educomunicação orbitando de forma livre no conjunto de estratégias de um poder público municipal se configura a hipótese de que a essência estratégica dialógica, quando enriquecida e proporcionada como ferramenta livre aos servidores dos múltiplos setores da prefeitura, pode-se configurar como poderoso instrumento de democratização, protagonismo, transparência, emancipação, produção e intervenção, melhorando não apenas o fluxo informacional interno entre estes profissionais, a integração de áreas, como, também, ampliando e melhorando o fluxo e as estratégicas comunicacionais com os públicos alvos diariamente atendidos pela prefeitura”, destacou o secretário.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...