CCD

O Conselho Consultivo Deliberativo (CCD) da ABPEducom.
Confira o que diz o Estatuto sobre o CCD:


CAPÍTULO X – DO CONSELHO CIENTÍFICO DELIBERATIVO (CCD) 

Artigo 32 - O Conselho Científico Deliberativo (CCD), instância superior de consulta e deliberação da ABP Educom, será integrado por dez Associados Efetivos, no gozo de seus direitos e dotados de evidente reconhecimento no campo da Educomunicação. 

Artigo 33 - Os membros do CCD serão eleitos pela Assembleia Geral para mandatos de 02 (dois) anos, podendo ser reconduzidos. 

Artigo 34 – Compete ao CCD emitir pareceres técnicos ou científicos sobre as questões que lhe forem submetidas pela Diretoria Executiva, com vistas à definição de metas e programas que viabilizem a integração nacional dos associados da ABP Educom e sua participação na comunidade científica brasileira e internacional. 

Artigo 35 – O CCD reunir-se-á durante as atividades do Encontro Anual da ABPEducom, com a finalidade de fazer um balanço crítico das atividades da associação, podendo ser acionado periodicamente pelo Presidente da Associação ou autoconvocar-se através de consultas virtuais sobre projetos em discussão no âmbito da Diretoria Executiva.



Saiba como foi o processo eleitoral do CCD em 2015 - currículo e vídeos.



Cassios Clei Pinheiro Nogueira


Jornalista formado pela UNIMEP (Universidade Metodista de Piracicaba) e Educomunicador. Tem mais de 10 anos de experiência nas áreas de relacionamento comunitário, mediação e na criação de projetos educomunicativos com foco na juventude.

É coordenador de projetos na empresa Signi (Estratégias em Responsabilidade Social) assessorando a Petrobras e criador do módulo Educom MudaMundo. O projeto MudaMundo é desenvolvido pela Signi desde 2004 e tem como objetivo principal a disseminação de valores entre crianças e professores do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Também atua como coordenador do Núcleo de Formação e Programas da ONG GAMT (Caçapava - SP).


Foi um dos criadores do Núcleo Diaporama de Comunicação (NDC) e do canal da web GAMTV, espaços concebidos a partir de experiências e estudos do campo educomunicação com jovens atendidos pela instituição.






Evelin de Oliveira Haslinger


Mestranda no Programa de Pós-graduação em Comunicação (Unisinos), Evelin é Profissional graduada em Pedagogia e com experiência de atuação em Gestão de Organizações Governamentais e Não Governamentais nas áreas de Educação, Assistência Social e Direitos Humanos. Possui forte experiência em militância em movimentos sociais, principalmente em espaços que buscam a garantia e defesa de direitos humanos de crianças e adolescentes. 

Por ser um profissional da educação, agrega ao trabalho a experiência e conhecimento acadêmico em avaliação, planejamento, monitoramento de indicadores, práticas pedagógicas. A experiência na área da assistência social que possibilita trabalhar com crianças, adolescentes e jovens levando sempre presente suas realidades, contextos, família.


O trabalho em Organizações mantidas através de convênios/filantropia/recursos públicos possibilitou agregar ao currículo conhecimentos em captação de recursos, políticas públicas e elaboração de projetos. A educomunicação, através de sua participação na Revista Viração e Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadores (Renajoc), trouxe novos saberes e um novo olhar sobre a comunicação. A militância e formação acadêmica em educação popular e em educomunicação possibilita o reconhecimento do inacabamento que fala Paulo Freire. A busca de sempre estar aberta ao novo e aprender com as trocas de vivências e experiências.






Jurema Brasil Xavier


Possui graduação em História pela Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas (1992) e mestrado em Ciências da Comunicações pela Universidade de São Paulo Escola de Comunicações e Artes (2002). Atuou como professora adjunta da Faculdade Casper Líbero, e pesquisadora do Núcleo de Comunicação e Educação na Universidade de São Paulo. 

Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Educomunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação, comunicação e educação, educação, educomunicação e comunicação e educação. 

Ministra aulas nas matérias de História da Comunicação, Teoria da Comunicação e Metodologia do Conhecimento Científico para o terceiro grau. Como Pesquisadora Institucional da Fundação Cásper Líbero atuou como consultora interna da Faculdade Cásper Líbero no que se relaciona às políticas públicas de educação do MEC e Pesquisadora e consultora para políticas educacionais internas.







Luci Ferraz de Mello

Doutoranda e Mestre em Comunicação, sob a linha de pesquisa Comunicação e Educação (Educomunicação), pela Escola de Comunicações e Artes, da Universidade de São Paulo, estuda as práticas educomunicativas no ensino formal. Especialista em Gestão de Organizações de Terceiro Setor, com ênfase em Marketing Social, pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, e graduada em Administração de Empresas com ênfase em Marketing, pela EAESP - Fundação Getúlio Vargas. Cursos de extensão em Planejamento e Gestão de EAD, Docência e Tutoria pela EBAPE/FGV-RJ, é professora-tutora e mentora da Fundação Getúlio Vargas (Programa FGV Online) e professora convidada do curso Especialização em Educomunicação, ECA/USP (curso presencial). 

Atua como consultora pedagógica para projetos educacionais mediados por tecnologia junto a diversas áreas, como Instituições de Ensino, Secretarias de Educação e área de Educação Corporativa, para empresas públicas e privadas. Foi orientadora junto ao curso Mídias na Educação, do MEC, e pesquisadora do NCE - Núcleo de Comunicação e Educação, da USP, desenvolve estudos sobre práticas educomunicativas ligadas ao ensino formal. Membro do Conselho de Ética e do Grupo de Educação Corporativa da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) e do Comitê de Comunicação da Revista Comunicação e Educação, ECA/USP.





Maria Célia Giudicissi Rehder


A jornalista Maria Célia Giudicissi Rehder é especialista em Educomunicação (ECA-USP), Mestre em Direitos Humanos e Democratização (European Inter-University Center for Human Rights and Democratisation). Morou por 18 meses na Guiné-Bissau onde ocupou o cargo de oficial de comunicação das Nações Unidas naquele país, desenvolvendo ações diretas de educomunicação com a Rede de Crianças e Jovens Jornalistas da Guiné-Bissau. Neste período também concebeu, conjuntamente e com a supervisão do professor Ismar de Oliveira Soares e da professora Patrícia Horta, um curso piloto - versão adaptada do Mídias na Educação - de formação para professores guineenses, com o apoio da Embaixada do Brasil na Guiné-Bissau.

Pesquisadora do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE-USP), tendo atuado no programa Educom.rádio e no projeto Educom.JT (Jornal da Tarde). Atuou na Viração, coordenou ações no projeto Plataforma dos Centros Urbanos do Unicef. Participou do Projeto Universidades em Timor Leste (PUC-SP, USP e Universidade Presbiteriana Mackenzie), iniciando suas atividades educomunicativas também em nível internacional, conforme registro do blog Educomusp

Foi consultora para o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde do Brasil no âmbito da Cooperação Sul-Sul juntamente com o educomunicador Hércules Barros. Nesse projeto, a educomunicação foi aplicada para a mudança de comportamento em HIV/AIDS em Botswana e no Kenya, demonstrando o grande potencial educativo transformador desta proposta.

Trabalha como assessora de projetos na Campanha Nacional pelo Direito à Educação.



Patrícia Horta Alves


Patrícia Horta Alves é doutora e mestre em Ciências da Comunicação (ECA-USP), docente na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), coordenadora do Grupo de Estudo e Pesquisa em Mídias na Educação – GESPME, pesquisadora do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE-USP) e sócia fundadora da ABPEducom. 

Participou da pesquisa que identificou o conceito de Educomunicação, atuou na criação do NCE-USP e em projetos educomunicativos coordenados pelo NCE, dentre os quais: Educom.rádio, Educom.TV, Mídias na Educação. 

Sua apresentação em vídeo.







Cristina Paloschi Uchôa de Oliveira

Jornalista graduada na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e bacharel em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Iniciou em 2014 o curso de Mestrado na Escola de Comunicações e Artes na Universidade de São Paulo.

Foi também Vice-Presidente da Viração Educomunicação entre 2009 e 2013. Atua na organização como colaboradora desde 2004, além de colaborar em diversos projetos de comunicação de organizações do Terceiro Setor. 

Atuou como Diretora de Finanças da ABPEducom na gestão até 2012 quando saiu para se dedicar à comunicação especializada em outra área de seu perfil profissional: o Direito. 

Além de dar suporte às atividades jurídicas da Ouvidoria Geral da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, hoje faz um trabalho de construção de pontes entre as atividades de comunicação do órgão e a difusão de direitos, com ênfase nas práticas de participação e controle social.





Vânia Beatriz Vasconcelos de Oliveira


Vânia Beatriz Vasconcelos....



















Wagner Bezerra

Mais de 10 anos atuando como mediador e consultor de educação para a mídia e Educomunicação em projetos de formação e capacitação de professores, por meio de palestras e oficinas. Autor dos livros: Manual do Telespectador Insatisfeito, Summus, SP, 1999 e O Segredo da Caverna, a fábula da TV e da internet, Cortez Editora, SP, 2011, ambos referência no ensino e práticas educomunicativas no campo da educação para a mídia no Brasil. Mestre em Mídia e Cotidiano pela Universidade Federal Fluminense. Especialista em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Graduado em Marketing pela Universidade do Norte do Paraná. Diretor de programas e roteirista de programas de educação a distancia, dentre estes a série TV Escola e a micro-série Plantão da Língua Portuguesa, da TVE/RJ. Pesquisador dos grupos educ@midia.com (PPGMC/UFF) e Pedagogia da Comunicação/Formação de Professores (USP).






Thaís Chita

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo (1998) e pós-graduação em Gestão da Comunicação: Políticas, Educação e Cultura pela Escola de Comunicação e Artes da USP (2010). Atua na área da Educação há doze anos, tendo trabalhado como editora no Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) (2002-2004), coordenadora de comunicação da Campanha Nacional pelo Direito à Educação (2004), do Instituto Paulo Freire (2005-2010) e do escritório do Conselho Internacional do Fórum Social Mundial (2010-2011). Entre 2011-2012, foi consultora de comunicação do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescentes (Conanda), vinculado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Integrou as equipes de organização de vários Fóruns Sociais Mundiais e Mundiais de Educação. Em 2009, participou do processo da Conferências de Comunicação (Livre InfantoJuvenil, Juventude e Comunicação, das etapas municipal, estadual e nacional) e de Educação (municipal e estadual). É sócia-fundadora da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação (ABPEducom) e coordenadora do Programa Educomunicação da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (Flacso). É consultora na área da gestão da comunicação na perspectiva da Educomunicação.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...